Empatia – Qual sua importância?

Empatia – Qual sua importância?

Já se perguntou: O que é empatia e porque ela é importante em um consultório médico?

De acordo com o Dicionário Michaelis, empatia significa: Habilidade de imaginar-se no lugar de outra pessoa. Compreensão dos sentimentos, desejos, ideias e ações de outrem. 

Devido a correria do dia a dia, não é difícil mostrarmos uma atitude apatia para com outras pessoas. Vivemos numa era em que há evidente falta de empatia por todos os lados. Por isso, é fundamental entender melhor o que podemos fazer para, de forma sincera, nos colocar no lugar do outro. 

A capacidade de se colocar no lugar do outro é uma das ferramentas da inteligência emocional. Ser uma pessoa empática, portanto, possui estreita relação com entender melhor nossos próprios sentimentos e ter uma compreensão mais ampla do mundo que nos rodeia. Além disso, a empatia pode conectar pessoas, dissipar preconceitos e atenuar hostilidades.

Empatia no consultório médico

Em um consultório médico não é muito diferente. A rotina corrida de muitos consultórios, podem fazer com que o atendimento se torne apático ou mecânico. Não é fácil para a recepcionista ter que cuidar de tantas atividades presenciais e por telefone e ainda assim manter a cordialidade e empatia. Uma coisa que pode ajudar a ter empatia é aumentar a vontade de ajudar outros. Por isso, o treinamento motivacional contínuo é tão importante. 

Precisamos reconhecer que muitos pacientes estão passando por momentos delicados e precisam de ter alguém que se importe, sinceramente, em prestar um atendimento acolhedor. A falta de paciência de um colaborador de seu consultório, pode fazer com que um paciente tenha uma visão errada de seu atendimento e decida por não retornar para atendimento. 

A empatia tem o poder de mudar o dia de alguém, é como um presente que podemos dar a alguém e que não custa nem um centavo. Como mostrar empatia?

Escute com atenção

Isso significa que é necessário concentração no que está sendo dito, não deixando a mente vaguear. Até mesmo pensar em como irá responder prejudica na escuta ativa. É preciso ter disciplina e concentração no que a outra pessoa está dizendo. Ser multitarefas pode prejudicar grandemente esse processo e passar uma impressão de desinteresse. 

Boas perguntas, além de ajudar a entender qual a real necessidade do paciente, também mostram que está prestando atenção e acompanhando o que a outra pessoa diz. Mostram que você está interessado. 

É verdade que escutar com empatia toma tempo. Mas é um investimento que vale a pena. De fato, dando atenção sincera a outros, é como dar um presente especial.

Acompanhe nossos artigos do site www.secretariasonline.com.br você encontra outras informações importantes para o gerenciamento de qualidade do seu consultório. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *